sintomas de intolerância a lactose

Principais sintomas de intolerância a lactose

Pesquisas mostram que a intolerância a lactose atinge a centenas de pessoas no mundo todo, quando vamos ficando adultos o índice de enzimas lactase, diminui consideravelmente, com isso, a intolerância a lactose é certa, quanto mais tarde a pessoa desenvolve a doença mas difícil fica dela entender e mudar seus hábitos, uma vez que ela ta acostumada com um paladar, fica muito difícil se adaptar as novas dietas com ausência de produtos lácteos, e toda vez que ela se envolve com esses alimentos lácteos, ai se dão os maiores sintomas de intolerância à lactose.

Para uma intolerância que se desenvolve a medida que o ser humano vai ficando velho, denominada intolerância a lactose primária, que é aquela em que ele diminui sua produção de enzima com o passar dos anos, acontece em pessoas mais adultas os idosos, verificamos os seguintes sintomas de intolerância a lactose:

Os Sintomas de Intolerância à Lactose:

    • Dor no estômago

      O primeiro sinal e mais notável de todos é a famigerada dor no estômago, mas uma flatulência bem notória, esse é um dos sintomas de intolerância à lactose aparente, esse inchaço e vem acontecer com pessoas de todas as idades. Como estamos falando sempre, a intolerância acontece porque o corpo não digere, não quebra a lactose, que se encontra sempre no intestino .

      Os Carboidratos, açucares , são rejeitados pelas células que cobrem o intestino até a reto, mas logo sendo fermentados pelas bactérias mais naturais, conhecidas como flora das bactérias ou bacterianas.

      Todo esse processo de fermentando no nosso intestino, libera ácidos ramificação de cadeia, assim como libera os gases hidrogênio, dióxido de carbono, entre outros o metano também está presente e isso provoca o aumento dos gases, que provocam as contrações fortes, dores no estômago, cãibras quase que insuportáveis. As dores geralmente estão bem ao redor do umbigo e na parte inferior da barriga parecendo uma dor de parto.

Outro sintoma muito comum

  • Inchaço

    Este inchaço é causado pelo aumento dos gases no intestino, o que faz com que a barriga infle, as cavidades do intestino se esticam gradativamente. tal situação se condiciona, e é tratada com remédios para gases.

    O volume causado o e as dores podem gerar umas náusea e até chegar ao vômito em muitas pessoas. A dor em sua totalidade sempre deve ser associada à sensibilidade e não ao que foi ingerido de lactose, sendo assim, são frequentes e graves os sintomas de intolerância à lactose, podem mudar em cada individuo, mas tem quase as mesmas características.

  • Diarreia

    logo após vem um dos principais sintomas da intolerância à lactose, A diarreia é está presente pelo aumento das vezes que há evacuação, um volume considerável das fezes, e a intolerância tem a condição que o intestino vai sim aumentar a quantidade de liquido gerada no estômago, o que aumenta o frequência de vezes e o conteúdo líquido que há nas fezes.

    acontece claramente pelo fato processo de fermentação ser totalmente transformado em ácidos junto com os gases que não são consumidos e volta ao intestino, esses os ácidos junto com lactose alteram a quantidade de água que o corpo solto para o cólon.
    salientando aqui inúmeras vezes que a lactose precisa ser consumida para provocar esta diarreia e nem tudo que provocam esta realidade advém da lactose.
    Aliado a isso outra coisa que acontece é que existem muitos fatores que provocam a diarreia como vermes por exemplo, é preciso observar todos os sintomas.

  • Prisão de ventre

    Bem ambígua a situação mas a verdade é que a constipação é sim mais um dos sintomas de intolerância à lactose, um sintoma menos comum do que a diarreia. esta sempre é diagnosticada com número menor que duas evacuações em sete dias ou uma semana e sua mais notável característica são as evacuação extremamente duras e pouco, sensação de evacuações não terminada, com muito desconforto da região do estômago, com dores no ânus pelo esforço e muito estufamento.
    Isso ocorre corriqueiramente associado a muita da fermentação da lactose não quebrada, digerida e aumentando a produção de enxofre e gás metano e ele pode diminuir o tempo em que o alimento leva para fazer todo o percurso até o intestino, levando à prisão de ventre em alguns indivíduos.

  • Aumento dos gases

    sinal, bem comum da fermentação da lactose no intestino é o aumento gigante da produção dos gases hidrogênio, dióxido de carbono. todo por causa da microflora do intestino alterada em muitas pessoas, com bastante intolerância à lactose, se torna muito alta no quesito fermentar a lactose em ácidos e gases. Isso ocorre e resulta em mais lactose sendo fermentada no cólon, o que muda todo o volume de gases. A quantidade é muito peculiar e não costuma ter odor forte.

  • Ânsia de vomito

    Este sintoma acontece em pessoas em que a lactase, o açúcar do leite é tão expulsado que o cólon, sistema digestivo humano, já apresenta a manifestação nas primeiras etapas do processo digestivo. aconselhamos a esses pacientes, na sua maioria crianças ou adolescentes, a restrição à lactose deve ser muito mais severa para evitar que os sintomas de intolerância à lactose se prologuem tanto que como nota-se nos exames podendo se transformar num refluxo gastroesofágico.

  • Coceira na garganta

    Essa situação é provocada porque há ressecamento da garganta, isso vem dos ácidos que sobem do estomago para o esôfago,  chegando na faringe sendo confundida com dor de garganta, inflama os tecidos, parece que tem sempre alguma coisa presa, entalada, alguns remédios podem ajudar a equilibrar esse Ph.

  • Coceira na pele

    A coceira na pele se da justamente, porque o organismo está reagindo as substâncias, a coceira é uma forma natural de defesa, para alertar que algo está muito errado dentro do nosso estômago, o colón precisa liberar esse estímulos.

  • Acne

    Todo e qualquer processo inflamatório quando atinge a pele  se desenvolvem partindo de um grande estresse muito provocado pela intolerância à lactose sendo agravados pelo consumo de alimentos riquíssimos em açucares.

    Todos os indivíduos, pessoas que mostram esses sintomas sofrem como muita  deficiência da enzima lactase, especialistas em quebras da enzima, presente nos produtos lácteos e seus derivados.

    Como se torna difícil digestão para qualquer pessoa, imagine para aquelas que apresentam dificuldades para quebrar e absorção mal feita, reflete na pele.

    O vemos melhor isto, na pele com  a alta secreção de insulina no processo digestivo estouram as toxinas diretamente na pele do rosto e corpo sendo desse modo, nota-se inchaços e feridas grandes.

    Portanto como a condição é grande, o consumo diário da lactose muda ainda mais o controle e a retarda a cura da pele, que já infecionada, fica ainda mais irritada e com aspecto de muio.

Como irei saber se a minha dor de barriga é intolerância à lactose?

Caso você tenha alguns sintomas de intolerância à lactose acima, é recomendado que você procure um médico, ele pedirá um exame de intolerância à lactose, para executar esse exame ou afetar-lo e permanecer em jejum e seu sangue será coletado depois de ingerido alguma dose de lactose no mesmo e retirar mais 4 alterações com intervalo de meia hora em cada intervalo de glicose, em um indivíduo que não tem enzimas , se os índices de glicose forem maiores ou iguais, o que indica ou o paciente que não quebrou a glicose. comprovada assim sua deficiência na produção de enzimas lactase.

O portal Dor de Barriga toda semana posta conteúdos com dicas para você ter mais qualidade de vida, são dicas de alimentação, receitinhas de remédios caseiros, dicas para perder barriga e muito mais. Acesso o portal e fique por dentro das novidades.

Você também encontra informações sobre os sintomas de intolerância à lactose na  BVS (biblioteca virtual da saúde)

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter

Deixe um comentário